SUB-20: Brasil e Arábia Saudita vão para o ataque

Brasil e Arábia Saudita vão se enfrentar apenas pela terceira vez em Mundiais Sub-20, sendo que os dois confrontos anteriores acabaram equilibrados, com uma vitória e um empate para a Seleção. A promessa agora é de novo duelo parelho, já que ambas equipes fizeram boas campanhas na primeira fase e mostraram grande poder ofensivo, com oito gols para cada lado.

O jogo
Brasil x Arábia Saudita, quarta-feira, 10 de agosto, Barranquilla, 20h (hora local)

Em cena
Um dos maiores favoritos ao título, o Brasil começou a campanha tropeçando no Egito, mas se recuperou com goleadas sobre Áustria e Panamá. Ainda assim, mostrou falhas defensivas que preocuparam o técnico Ney Franco. Tanto que, no último jogo, ele precisou fazer duas substituições ainda no primeiro tempo para corrigir a marcação. Agora, estuda a possibilidade de manter alguns jogadores que entraram no decorrer daquela partida ou então deslocar Danilo para o meio de campo. A vantagem é que, no ataque, Henrique, Philippe Coutinho, Oscar e o versátil Casemiro vêm dando conta do recado, criando inúmeras chances com um futebol de passes rápidos e envolventes. O caminho até agora foi irregular, mas os brasileiros seguem motivados para começar do zero a busca pelo pentacampeonato.

E se mostrou falhas defensivas, é bom a Seleção abrir o olho com o ataque saudita. Impulsionado pelos rápidos Alibrahim e Dagriri, a equipe marcou oito gols nos dois primeiros jogos – sete com atletas diferentes – e só foi cair diante da Nigéria, quando o treinador Khalid Alkoroni criticou justamente a falta de inspiração de seus jogadores de frente. Ainda assim, a Arábia vem embalada pela inédita classificação à segunda fase de um Mundial Sub-20 da FIFA e espera comprovar a evolução do futebol no Oriente Médio estragando a festa verde-amarela.

O número
17 – É a quantidade de vezes que o Brasil participou de Mundiais Sub-20 e também a quantidade de vezes que passou para a segunda fase. Somente em uma ocasião, em 2007, acabou eliminado nas oitavas de final.

O que eles disseram
“Precisamos fazer alguns ajustes para a próxima fase, porque quem perde volta para casa. A Arábia Saudita marcou muitos gols na primeira fase, é muito ofensiva, e precisaremos jogar melhor para não sermos surpreendidos”, Ney Franco, técnico do Brasil.

“Em duas partidas marcamos oito gols. Mas também nos afobamos na última partida e precisamos corrigir alguns problemas ofensivos que enfrentamos. De qualquer forma, a motivação para o próximo jogo virá por si só”, Khalid Alkoroni, técnico da Arábia Saudita.
Fonte: FIFA.com

Deixe uma resposta