Cielo faz melhor tempo do ano nos 50 m livre e é ouro em Belém

Depois de fazer a melhor marca do ano no ranking mundial dos 50m borboleta, Cesar Cielo caiu na água para disputar a prova em que é soberano – os 50m livre – e mais uma vez fez o tempo mais baixo de 2012. Ele marcou 21s85 na final do terceiro dia de provas do Sul-Americano Absoluto de Belém, na noite desta sexta-feira, (16/03), e tomou o lugar do americano Natan Adrian, que fez 21s94 em janeiro.
A decisão teve uma adrenalina a mais, pois Cesar disputou ao lado de Bruno Fratus que terminou com a prata (22s13), mas na parte da manhã superara o recorde de campeonato com 22s17.

Os dois são até o momento os donos das vagas olímpicas dos 50m livre e ambos nadaram novamente abaixo do índice, 22s11, que já ficou distante perto da eficiência dos nossos melhores velocistas. Cielo disse que já é possível “sonhar alto” com uma dobradinha brasileira em Londres.
– Na progressão de competições, os tempos que ele está fazendo e os que eu estou fazendo dá para sonhar alto assim. Achei que estava um pouquinho mais rápido do que isso, mas é sempre bom estar dando uma mensagem para os adversários. É mais uma prova com o melhor tempo do mundo e espero que o pessoal comece a ficar mais esperto com a gente – disse.

O tempo de Bruno na final é o mesmo feito por Cielo no Grand Prix de Missouri/EUA, em fevereiro, e que corresponde ao sexto do mundo este ano. Em Belém, o bronze foi para o argentino Federico Grabrich (22s50).- Estou satisfeito porque começar o ano Olímpico melhor do que o anterior é importante. Nesta época do ano meus tempos estavam piores em 2011 – disse Bruno.
Outros destaques do dia com recordes da competição foram Glauber Silva, nos 100m borboleta superando tempo do venezuelano Albert Subirats, 52s86, feito em 2010; Manuella Lyrio, nos 200m livre, com 2m00s58, melhor que o tempo que a brasileira Monique Ferreira fez em 2008; Thiago Pereira, que nadou os 200m medley em 1m58s49, derrubando com vantagem seu próprio tempo 2m00s19 feito em 2004; e Joanna Maranhão que com 2m11s03 baixou seu tempo de 2010, 2m13s22.
O Campeonato Sul-Americano Absoluto é realizado com recurso dos Correios – Patrocinador Oficial dos Desportos Aquáticos Brasileiros – e ainda do Bradesco/Lei de Incentivo Fiscal, Lei Agnelo/Piva – Governo Federal – Ministério do Esporte, Speedo, Sadia e Governo do Estado do Pará.
Fonte:  CBDA

Deixe uma resposta