Origem do futebol – II

Apesar de certa oposição das autoridades escolares da Inglaterra
que consideravam o jogo “indigno e inadequado aos jovens que se
dedicam aos estudos”, o futebol foi aos poucos vencendo os altos
muros das universidades de Eton, Oxford, Cambridge. A primeira
regra, fundamental, era: não tocar a bola com a mão. Mas logo em
1823, uma violação desta regra, na Rugby School, dividia os rapazes
em duas grandes famílias: uma, que só jogava o futebol com os pés;
outra, que permitia indiferentemente o emprego dos pés e das mãos.
Coube a um dos esportistas, William Webb Ellis, distinguir bem as
coisas, criando então outro esporte, o rughy
Assim, o futebol começou o século XIX mais organizado e dignificado
pela adesão universitária, tolerado pelos reis, admirado pelos
cronistas da época, praticado por todo o povo. Em 26 de outubro de
1863, na taberna Freemaso, na Great Queen Street (Londres)
realizou-se uma reunião histórica, promovida por antigos alunos de
Cambridge e pelo jornalista John D. Cartwright – cujos artigos
publicados nos diários londrinos insistiam para que o futebol fosse
mais bem organizado e tivesse regras próprias. Ali, naquela taberna,
representantes de onze clubes e escolas decidiram que futebol era
uma coisa e rughy outra. E fundaram The Football Association (nome
até hoje mantido pela Liga Inglesa). Dando forma definitiva ao jogo
que um século depois seria uma paixão universal.
As regras do jogo foram progredindo.. Em 1868 criou-se o juiz,
autoridade máxima em campo. Em 1878, um ano depois que
adotaram o travessão superior, surge o apito (até então, o juiz tinha
que impor-se pelo grito). Quatro anos mais tarde, Inglaterra, Escócia,
País de Gales e Irlanda fundam a International Board, que até hoje
regula as leis do mundo inteiro, como órgão assessor da FIFA –
Federação Internacional do Football Association. Em 1891, nova
revisão das regras. Aparecem as redes e o pênalti, criado pelo
irlandês Mac Crum.No fim do século passado, fixava-se o número de
jogadores em onze (até então, podiam ser mais ou menos, segundo
acordo prévio estabelecido entre as equipes); também estabelecia-se
o tamanho do campo, da bola e a duração da partida (noventa
minutos).
No começo do nosso século, o futebol já se espalhara por toda a
Europa. A primeira partida internacional já fora disputada em 1872,
entre Escócia e Inglaterra: zero a zero. Em 1873, Inglaterra, Escócia,
País de Gales e Irlanda disputam o primeiro Campeonato da Grã-
Bretanha, ganho pelos ingleses. Em 1885 era oficialmente
reconhecido o profissionalismo na Inglaterra, o que nem todos
aceitaram.

Deixe uma resposta