ÁRBITROS BRASILEIROS CONVOCADOS PARA OS MUNDIAIS DE 2014

A arbitragem brasileira continua em destaque no cenário internacional e contará com cinco árbitros para apitar na temporada 2014, convocados pela Federação Internacional de Basketball (FIBA).
img
[E/D] Andréia Silva, Cristiano Maranho, Guilherme Locatelli e Marcos Benito ( foto:Divulgação CBB)

                                                   

 As competições mais importantes deste ano serão a Copa do Mundo Masculina da Espanha, de 30 de agosto a 14 de setembro, que contará com a presença dos árbitros Cristiano Maranho (SC) e Marcos Benito (SP), e a Copa do Mundo Feminina da Turquia, de 27 de setembro a 5 de outubro, com Guilherme Locatelli (SP), que apitará pela primeira vez uma competição internacional feminina.
“A expectativa é a melhor possível, como em todas as competições internacionais. Esta será a minha quinta competição de alto nível, mas a primeira feminina internacional.
 A forma delas jogarem possuem características bem diferentes da masculina e para isso também precisarei estar pronto.
 As mulheres jogam de forma mais tática, com muito corta-luz e com a bola passando nas mãos da maioria das jogadoras.
 Acho que por ser meu primeiro mundial adulto a repercussão acaba sendo maior, mas a responsabilidade é mesma dos mundiais de base”, analisou Locatelli, que já arbitrou nos Campeonatos Mundiais Masculinos Sub-17 (Alemanha/2010 e Lituânia/2012) e no Sub-19 (Letônia/2011 e República Tcheca/2013).
Adicionar legenda
Guilherme Locatelli é árbitro internacional desde 2009 e destacou a preparação necessária para apitar uma Copa do Mundo.
“Assim como em toda competição que trabalho, nacional ou internacional, quero fazer um bom papel. Me tornei árbitro internacional em 2009, e desde então sempre fui lembrado.
 Isso para mim significa muito, pois sinto que meu trabalho está sendo valorizado. Terei tempo até a data da competição para realizar uma boa preparação, mas como árbitro na Liga Nacional estou sempre preparado fisicamente. 
Além disso, apesar de as regras serem as mesmas ao redor do mundo, possuímos particularidades individuais que não podemos deixar aflorar em um Mundial. É preciso apitar conforme as determinações da FIBA. Sempre procuro assistir jogos internacionais para me preparar psicologicamente e mentalmente para render da maneira que a Federação Internacional espera”, finalizou Guilherme, de 32 anos.
Além da Seleção Brasileira, a árbitra Andréia Silva também representará o Brasil no Campeonato Mundial Sub-17 Feminino da Eslováquia, de 28 de junho a 6 de julho.
“Estou muito feliz e ansiosa para a estreia em um mundial. Foi uma convocação muito importante para mim e estou com uma expectativa muito grande, inclusive, porque será a minha primeira vez na Europa. 
Meu objetivo agora é intensificar a preparação física e o inglês para chegar 100% na Eslováquia. Será um intercâmbio importante para minha carreira”, afirmou Andréia.
A paulista estreou no Sul-Americano Sub-15 Feminino (Equador/2011) e no ano seguinte apitou na Copa América Sub-18 Feminina (Porto Rico/2012). A árbitra foi também a primeira mulher a apitar a Copa América Masculina (México/2013).
“A FIBA e FIBA Américas estão abrindo as portas para as árbitras mulheres, e aproveitarei bem essa nova oportunidade de conviver e adquirir novas experiências com árbitros de alto gabarito. 
Estou retornando do Sul-Americano no Chile, onde apitei a final masculina [Argentina x Chile] e fui escolhida para ser a árbitra principal da partida. Para mim, o importante neste momento é fazer um bom trabalho para ser lembrada sempre”, explicou.
 “Acredito que consegui chegar até aqui com respeito à todos que estão em minha volta e sem nunca esquecer os que me ajudaram no começo da carreira”, finalizou Andreia.
O Campeonato Mundial Sub-17 Masculino nos Emirados Árabes, de 8 a 16 de agosto, contará com a participação do árbitro catarinense Eduardo Albano.
fonte:CBNCBB

Deixe uma resposta