Escola de Árbitros prepara Edital para Curso de Arbitragem

Sindarf-CE 01
Curso anterior. Arquivo do Sindarf-Ceará
A Escola de Árbitros com a supervisão da Comissão de Arbitragem da Federação Cearense de Futebol lançará em agosto, o edital para o Curso de Arbitragem, que terá duração mínima de cinco meses. “Será uma oportunidade para que os jovens desportistas interessados possam ingressar na carreira de árbitro de futebol”, disse o presidente da CA, Milton Otaviano.

Os árbitros do quadro cearense contam com o apoio da FCF que fornece instrutores técnico, físico e psicólogo para sua melhor qualificação no âmbito estadual e nacional. “Esses três quesitos são os pilares da arbitragem e por meio dessa qualificação, acreditamos no bom trabalho e sucesso dos nossos árbitros”, pontuou Milton.

“Existe também uma preocupação da Federação na segurança das atividades físicas e também dos treinamentos práticos, que fornece uma ambulância equipada com profissionais de saúde para qualquer necessidade, além de providenciar os locais para os treinamentos técnicos”, afirmou o presidente da CA.

A arbitragem cearense tem revelado novos valores e com a realização do Curso de Arbitragem, os árbitros que se formarão na oportunidade, terão, além do apoio da CA da FCF, a chance de desenvolver uma profissão de grande responsabilidade, mas muito gratificante.. 

Manuella Viana / Brenno Rebouças
Assessoria de Comunicação da Federação Cearense de Futebol
(85) 32066505 / 91384545imprensa@futebolcearense.com.br 
Bene
Administrador autodidata e microempresário; repórter fotográfico com trabalhos realizados para conceituados veículos de comunicação como Folha de São Paulo e Estadão (SP); participante do processo de reformulação da disciplina fotografia do Curso de Jornalismo da Faculdade de Comunicação Social Cásper Líbero em São Paulo; ex-coordenador da área de fotografia da Secult/São Paulo; com formação em filosofia mística pela Ordem Rosacruz; iniciado na área técnica e administrativa da gestão esportiva – em nível de pesquisa extracurricular -, entre outros, são alguns dos elementos constitutivos dos nossos ‘ensaios não publicados’.

Deixe uma resposta