De olho no Mundial Seleção Brasileira feminina disputa a Copa América


São quatro jogos frente à Seleção Brasileira feminina e quatro empates. Às vésperas da Copa América, o técnico Vadão ainda sonha com sua primeira vitória, mas não se mostra tão incomodado assim.

Seleção feminina disputa a Copa América de olho no Mundial
TénicoVadão

Para ele, é questão de tempo e trabalho em conjunto para que a equipe nacional encontre o estilo de jogo ideal neste importante ciclo que se inicia agora.

Nesta terça-feira, a delegação do Brasil viajou para o Equador e estreia na competição continental na próxima quinta, contra a Bolívia, em Loja.

 No Grupo B, no qual é amplo favorito, encara ainda Paraguai, dia 14, também em Loja, Chile, no dia 18, em Cuenca, e Argentina, no dia 20, em Azoques. A preparação foi feita na Granja Comary, em Teresópolis.

“Acho que faltou gols (nos quatro jogos), mas fiquei muito satisfeito com o desempenho. Tivemos uma melhora e um aumento de roubadas de bola, posse”, explicou. “Precisamos de mais tempo juntos para trabalhar.
 Por exemplo, tem um setor falho ali e você tenta corrigir, acaba o tempo e depois só nos encontramos depois de meses, o que é ruim. Precisamos de tranquilidade.”

Apesar de estar focando no título da Copa América, Vadão olha um pouco além quando comenta sobre o potencial da equipe.

 O projeto do treinador é montar uma Seleção permanente, trabalhando até as Olímpiadas do Rio 2016 com o mesmo grupo de atletas.

Segundo ele, a situação faria com que a equipe ficasse mais forte e integrada e tivesse resultados já em 2015, quando disputa o Pan-Americano, o Torneiro Algarve, em Portugal, e a Copa do Mundo Feminina da FIFA, no Canadá.

“No momento não vamos conseguir captar muitas outras atletas. O que podemos fazer é melhorar o trabalho das que estão aí. A ideia é que o ano que vem tenhamos um tempo maior juntos. Cogitou-se até uma Seleção permanente, mas é muito difícil”, garante. “Só tive duas convocações, mas gosto muito de trabalhar com as meninas.
Se puder ficar aqui um bom tempo, pode ter certeza que fico”, afirmou o treinador no evento de lançamento do Campeonato Brasileiro Feminino, em São Paulo.

Na Copa América, o Brasil vai em busca do hexacampeonato – 1991, 1995, 1998, 2003 e 2010 – e da vaga para a Copa do Mundo Feminina da FIFA Canadá 2015. Duas vagas para a competição mundial estão em jogo na competição.
fonte:Fifa.com

Deixe uma resposta