Africano ganha direito de disputar Jogos como atleta independente

Add captMaratonista Guor não pode participar como americano e se recusou correr sob a bandeira do Sudão

Refugiado da guerra cívil no Sudão, Guor Marial ganhou do Comitê Olímpico Internacional o direito de disputar os Jogos de Londres sem representar país algum. O atleta mora há 12 anos nos Estados Unidos, mas não tem nacionalidade americana, então não poderia competir como americano, e se recusou a representar o Sudão, o que considera ser um desrespeito à memória de sua família.
De acordo com o jornal The Guardian, Marial gostaria de participar levando a bandeira do recém-independente Sudão do Sul, mas o país não mandou ninguém para os Jogos, então pediu para entrar como atleta sem país, sob a bandeira olímpica.
“Para mim, significa muito glorificar as pessoas que morreram pela sua liberdade e as pessoas que perderam suas vidas, incluindo os 28 membros da minha família. Os espíritos deles é o que me permite levantar todo dia de manhã, calçar meus sapatos e treinar em honra deles, disse Marial.
E completa: “O Sudão do Sul finalmente tem um lugar na comunidade mundial. Mesmo que eu não vá carregar a bandeira nestes Jogos Olímpicos, o país em si está lá. O sonho se tornou realidade”.
O maratonista revelou que vai pedir ao pai, que mora Sudão do Sul, para viajar até a cidade mais próxima e vê-lo na TV.

Fonte:  Abril em Londres

Antonio Bento
Analista de Redes de Computadores , Pos-Graduado em Segurança de Redes de Computadores , Pos-Graduado Tecnologias Para Aplicações Web. Trabalha deste 2008 com Aplicações web em desenvolvimentos nas linguagem (php, Python, Ruby Rais) Conhecimento Avançando em banco sql Nosql.
http://stice.info

Deixe uma resposta