Capitão da Seleção campeã da Copa de 1958, Bellini morre aos 83 anos

Zagueiro marcou época no Vasco e foi bicampeão mundial em 1958 e 1962

O ex-zagueiro Hilderaldo Luís Bellini, capitão da Seleção Brasileira na conquista da Copa do Mundo de 1958, morreu nesta quinta-feira aos 83 anos.

 Bellini, que marcou época no Vasco, foi campeão também em 1962, quando era reserva.

Há mais de 10 anos, ele sofria do Mal de Azheimer. Problemas cardíacos lhe mantinham internado em um hospital de São Paulo até o falecimento na tarde desta quinta-feira.

Beline,Feola,Gilmar

A imagem do zagueiro com a taça Jules Rimet erguida por cima da cabeça transformou-se em um símbolo do futebol brasileiro.

Bellini levantou o troféu a pedido de fotógrafos que se aglomeravam para buscar o melhor ângulo do retrato histórico, que marcava a primeira conquista brasileira em Copas do Mundo.


 Desde então, o gesto de levantar a taça tornou-se universal.


— Não pensei em erguer a taça, na verdade não sabia o que fazer com ela quando a recebi do Rei Gustavo, da Suécia.


 Na cerimônia de entrega da Jules Rimet, a confusão era grande, havia muitos fotógrafos procurando uma melhor posição.


 Foi então que alguns deles, os mais baixinhos, começaram a gritar: “Bellini, levanta a taça, levanta, Belini!”, já que não estavam conseguindo fotografar. Foi quando eu a ergui — contou ao site da CBF.


Bellini chegou à Seleção por conta do destaque no Vasco, onde chegou em 1952 após início no pequeno Itapirense, de sua cidade-natal, Itapira, no interior paulista, e passagem pela Sanjoanense.


Nos clubes, Bellini fez história como zagueiro do Vasco entre 1952 e 1962, conquistando três Campeonatos Cariocas (1952, 1956 e 1958) e um Torneio Rio-São Paulo (1958). Depois, foi para o São Paulo, onde atuou por 1962 e 1968 e substituiu Mauro Ramos como ídolo da defesa são-paulina. Ele se aposentou no Atlético Paranaense, em 1969.

fonte:UolZH

Deixe uma resposta