Coluna Ramon Paixão 152 : ” Quando uma mulher sorri, nasce uma fada ..” e Abaixo-assinado pede criação de sutiã especial para sobreviventes do câncer de mama

Atração do Pré e do Carnaval de Rua de Fortaleza, o bloco Adeus Amélia, fundado em 2008 e liderado pela Coordenadoria de Políticas para as Mulheres da Prefeitura, desfila todos os anos na Avenida Domingos Olímpio levantando a bandeira dos direitos das mulheres. A folia é uma oportunidade para as mulheres apresentarem a sociedade suas demandas como, por exemplo, o respeito aos seus diretos reprodutivos, econômicos e contra a violência doméstica.





Este ano o Adeus Amélia se apresentou durante a programação oficial do Pré-Carnaval da capital cearense evando um alerta sobre os problemas gerados pelas desigualdades de gênero e oportunizando um espaço de manifestação em prol dos direitos das mulheres. (Foto: Arquivo/ACECCE de Arnaud Silvério).





Diz um antigo provérbio celta que quando uma mulher sorri, nasce uma fada, o Universo se expande, o sol, a lua e as estrelas ficam mais brilhantes….. É a data mais longa do ano porque na verdade o Dia Internacional da Mulher deveria ser comemorada diariamente  durante mais 364 dias,A todas as namoradas, esposas, filhas, sogras, cunhadas, primas, amigas , conhecidas e desconhecidas os parabéns da equipe do Jornal Escanteio. Este escriba que vos fala Ramon Paixão saúda todas as mulheres em nome da  nossa Seleção de profissionais: Luciano Barnardo(um afortunado, porque também aniversaria hoje, parabéns para ele), Newton Holanda, Edlson Aguiar, Fernando Farias Jones Cavalcante, vereador Evaldo Lima, Zé Flávio Teixeira,Vicente Alencar, Arilo Aguiar  e Pinheiro Bahia.Mulheres seres de luz, seres especiais, divinos , materialização da beleza, da ternura e da bondade do Deus Poderoso e Criador do Universo. Beijos e abraços do tamanho da Mãe Terra.

Nossa homenagem a Torcedora Número 1 Toinha funcionária do Fortaleza EC há mais de 40 anos, que cuida com carinho da sede do Leão  do Pici e é um misto de governanta e super mãe dos jogadores do elenco tricolor. Uma leoa responsável por organizar a entrada no gramado durante os jogos do Tricolor da Garotada  de gerações  de leoazinhas e leõezinhos. 
Durante solenidade de inauguração de espaços no Estádio Presidente Vargas em 2011 a Torcedora Número 1 do Ferroviário AC ex-prefeita de Fortaleza e o repórter fotgoráfico Luciano Bernardo, um dos fundadores do Jornal Escanteio. Luciano aniversaria também no Dia Internacional da Mulher. Parabéns ao amigo e confrade Luciano

No partida em que o Fortaleza derrotou o Campinense por 2 x 1, no Castelão em 24/02/2013, no primeiro jogo das semifinais da Copa do Nordeste as Leoninas entraram no gramado para deixar o estádio mais alegre,  cheio de charme e beleza. As animadoras da torcida do Leão de Aço também participam das campanhas institucionais e de solidariedade do Tricolor do Pici. Parabéns a todas moças pelo Dia Internacional da Mulher.







Fotos: Luciano Bernardo/Jornal Escanteio

Parabéns a todas torcedores leoninas

Cumprimentos para Inês Cabral (Torcedora  Número 1 e diretora do Ceará SC) ao lado do  governador  Cid  Gomes. Inês lidera a ala feminina e coordena com muito sucesso as festas infantis e  campanhas de solidariedade do alvinegro de Porangabussu

8 de março, além de ser o Dia Internacional da Mulher, é também o dia em que nasceu uma das mulheres mais queridas e inesquecíveis do Brasil: Hebe Camargo! ♥ (Fonte: Revista Contigo)

ORIGEM DA DATA
No Dia 8 de março de 1857, operárias de uma fábrica de tecidos, situada na cidade norte americana de Nova Iorque, fizeram uma grande greve. Ocuparam a fábrica e começaram a reivindicar melhores condições de trabalho, tais como, redução na carga diária de trabalho para dez horas (as fábricas exigiam 16 horas de trabalho diário), equiparação de salários com os homens (as mulheres chegavam a receber até um terço do salário de um homem, para executar o mesmo tipo de trabalho) e tratamento digno dentro do ambiente de trabalho.

A manifestação foi reprimida com total violência. As mulheres foram trancadas dentro da fábrica, que foi incendiada. Aproximadamente 130 tecelãs morreram carbonizadas, num ato totalmente desumano.
Porém, somente no ano de 1910, durante uma conferência na Dinamarca, ficou decidido que o 8 de março passaria a ser o “Dia Internacional da Mulher”, em homenagem as mulheres que morreram na fábrica em 1857. Mas somente no ano de 1975, através de um decreto, a data foi oficializada pela ONU (Organização das Nações Unidas).

BLOCO ADEUS AMÉLIA

No Dia Internacional da Mulher a coluna em nome do presidente da ACECCE(Associação  Cultural das Entidades Carnavalescas do Estado do Ceará) Arnaud Silvério e de sua diretoria presta uma homenagem a todas as foliãs que comandam, desfilam, criam fantasias e alegorias nas agremiações carnavalescas de Fortaleza e do Brasil. Elas são  representadas nesta data pelo bloco Adeus Amélia,  que todos os  anos  desfila na Passarela da Avenida Domingos Olímpio com músicas, faixas e cartazes protestando e denunciando todas as formas de opressão e preconceito cometidas contra as mulheres.



FOTOS ARNAUD SILVÉRIO





 Dilma Rousseff anuncia desoneração da 
cesta básica e adverte agressores de mulheres

A presidenta Dilma Rousseff anunciou nesta sexta-feira (08) a desoneração da cesta básica. Em pronunciamento em cadeia nacional de rádio e TV por ocasião do Dia Internacional da Mulher, Dilma afirmou que todos os produtos da cesta básica estarão livres do pagamento de impostos federais. A presidenta disse esperar que a medida estimule a agricultura, a indústria e o comércio e gere mais empregos.
A presidenta afirmou que o governo definiu um novo formato da cesta básica, que prioriza alimentos de mais qualidade nutritiva. Fazem parte dessa cesta carnes bovinas, suína, aves e peixes, arroz, feijão, ovo, leite integral, café, açúcar, farinhas, pão, óleo, manteiga, frutas, legumes, sabonete, papel higiênico e pasta de dentes. Dilma disse esperar que a desoneração contribua para a redução dos preços dos produtos da cesta básica.

Dia Internacional da Mulher

A presidenta anunciou também que o governo federal vai instalar, em cada estado, um centro de atendimento integral à mulher, que contará, entre outros serviços especializados, com um setor de prevenção e atenção contra a violência doméstica, e outro de apoio à mulher, com ferramentas de estímulo ao pequeno negócio, como o microcrédito e a capacitação profissional. Dilma pediu o compromisso e participação de todos para intensificar o combate contra o tráfico sexual e a violência doméstica.

Outro assunto abordado por Dilma no pronunciamento foi a criação de uma nova política federal de defesa dos consumidores. Segundo ela, no próximo dia 15 de março, Dia Internacional do Consumidor, serão anunciadas um elenco de medidas que transformarão a defesa do consumidor em uma política de Estado no Brasil. De acordo com a presidenta, essa nova política vai colocar o Brasil no mesmo padrão dos países mais avançados do mundo na defesa desses direitos essenciais do cidadão.

PCdoB divulga nota sobre o 8 de Março


No transcurso do 8 de Março, Dia Internacional da Mulher, o presidente nacional do Partido, Renato Rabelo, e a secretária nacional da mulher, Liège Rocha, divulgaram nota com a opinião dos comunistas sobre a data. Leia a íntegra.
“O PCdoB, no 8 de março – Dia Internacional das Mulheres, saúda as brasileiras, ao mesmo tempo que manifesta seu apoio às comemorações desta data, sempre marcada pela luta das mulheres, do Brasil e do mundo inteiro, por sua emancipação.

Esta data tem um significado especial na trajetória das brasileiras que querem avançar na construção de um mundo de igualdade.

O PCdoB acredita que o protagonismo das mulheres é fator decisivo para impulsionar o projeto nacional de desenvolvimento que o país almeja e contribuir para se avançar na conquista da equidade e que a verdadeira democracia será conquistada quando a sub-representação das mulheres for superada. Para isto é necessário criar condições para que a mulher se realize enquanto sujeito emancipado.

As(os) comunistas irão às ruas neste 8 de Março pela valorização do trabalho, por creches, pela real implementação da Lei Maria da Penha, em defesa do SUS, no reconhecimento do aborto como questão de saúde pública e da sua legalização, em defesa da democratização da mídia e da reforma política, perseguindo sempre a efetivação das políticas sociais. As mulheres querem avançar acumulando forças para a conquista da sociedade socialista.

O PCdoB reconhece que a injusta discriminação das mulheres precisa ser superada e por isso valoriza o processo democrático como fundamental à caminhada emancipadora das mulheres.

Queremos Mais Política Mais Poder com a participação das Mulheres!

Viva  o Dia Internacional da Mulher!

Viva a Luta das Mulheres!



Fonte: Ana Lucia Oliveira/PCdo  B

  O câncer se foi, a autoestima não: Abaixo assinado pede

 criaçãode sutiã especial para sobreviventes do câncer de mama

Change.org
Ajude a Vera Golik a conquistar sutiãs especiais para sobreviventes do câncer de mama


Ramon –
Neste Dia Internacional da Mulher, gostaríamos de compartilhar este abaixo-assinado inspirador.

Vera Golik conversou com mulheres do Brasil inteiro que enfrentaram o câncer de mama. Inspirada pelas suas histórias, ela criou um abaixo-assinado pedindo que as 10 maiores marcas de lingerie do Brasil criem um sutiã especial para quem teve que fazer uma cirurgia para remover o seio:

Ao receber a notícia a mulher enfrenta um mar de emoções. Depois que passa o impacto da notícia, ainda vem o pior: cirurgias, quimioterapia, a perda dos seios, do cabelo, a possibilidade de ser mãe. Nesse momento tão delicado de suas vidas elas precisam de todo o suporte para recuperarem a autoestima, para se sentirem novamente vivas, felizes, mulheres!” disse Vera.

Clique aqui para saber mais e assinar o abaixo-assinado da Vera.

Junto com o seu marido, o fotógrafo Hugo Lenzi, Vera levou a sua exposição “De Peito Aberto” para todo o Brasil, mostrando através da fotografia as histórias de mulheres que superaram o câncer de mama. A repercussão foi tão grande que ela se tornou embaixadora global do câncer no Brasil.

Infelizmente é muito difícil encontrar sutiãs para mulheres que removeram o seio. São poucas empresas especializadas, eles são caros e não são bonitos como os sutiãs normais” – explica Vera. “Por isso, é preciso encontrar uma lingerie que a valorize, um sutiã que lhe resgate a sensação de que é bonita, sempre foi e continuará sendo. Ela merece isso“.

Ajude a Vera e convencer as empresas a criarem uma linha de sutiãs bonitos, confortáveis e de preço acessível, para quem teve o seio total ou parcialmente removido.

Vamos apoiar nossas amigas, mães, irmãs, tias para que elas resgatem sua autoestima e se vejam como a linda mulher que são, verdadeiras e belas guerreiras e vitorosas.

Feliz Dia da Mulher!

Graziela e a equipe da Change.org

Mulheres que se destacaram na 
África são tema de documentário

Mulheres Africanas – A Rede Invisível estreia hoje (08/03), Dia Internacional da Mulher, em São Paulo, no Rio de Janeiro, em Curitiba, Porto Alegre e Brasília. O documentário mostra o trabalho de mulheres, entre elas Leymah Gbowee, durante a guerra civil na Libéria

 A força e a importância das mulheres para o Continente Africano podem ser vistas no documentárioMulheres Africanas – a Rede Invisivel. Com narração de Zezé Motta, o documentário leva às telas a história de cinco mulheres : Graça Machel, Leymah Gbowee, Mama Sara Masari, Luisa Diogo e Nadine Gordiner, que contam de forma emocionante suas histórias e levam a plateia a uma profunda reflexão da vida e da atuação da mulher na região.
Segundo o diretor Carlos Nascimbeni, a ideia do documentário surgiu da produtora executiva Monica Monteiro, que queria mostrar, por meio dessas mulheres, as transformações políticas e econômicas por que passa o continente. “Fizemos um recorte de mulheres ícones em cinco áreas: politica, educação, literatura, militância pela paz e política e empresarial”.
Nascimbeni conta que o documentário trabalha não só com esses depoimentos, mas também com situações do dia a dia. Foram mais de 30 dias de filmagem na África do Sul, na Tanzânia, em Gana e em Mocambique. Segundo o diretor, existe uma noção de que a mulher africana é submissa, mas a mulher tem um papel fundamental no tecido social africano.” Elas cuidam da plantação dos alimentos. Quem está mo mercado atacadista, comprando e vendendo esses alimentos, são também mulheres”.
Fonte: Agência Brasil






08/03/2013

Em: 08/03/2013

Ramon Paixão – jornalista, radialista, cronista esportivo, cronista carnavalesco,editor-chefe do Jornal Escanteio e locutor da Rádio Pitaguary-AM. E-mail:

ramonpaixao@folha.com.br acecceeventos.blogspot.com Telefone para contatos: (085) 8868-0773.

Antonio Bento
Analista de Redes de Computadores , Pos-Graduado em Segurança de Redes de Computadores , Pos-Graduado Tecnologias Para Aplicações Web. Trabalha deste 2008 com Aplicações web em desenvolvimentos nas linguagem (php, Python, Ruby Rais) Conhecimento Avançando em banco sql Nosql.
http://stice.info

Deixe uma resposta