Eliminatórias Asiáticas: Duas goleadas e um tropeço

O Extremo Oriente levou a melhor sobre o Oriente Médio na segunda rodada da fase final das eliminatórias asiáticas para a Copa do Mundo da FIFA 2014. No Japão, a seleção da casa goleou a Jordânia por 6 a 0, consolidando a liderança no Grupo B. Já a Coreia do Sul, que não havia entrado em campo no último domingo, estreou com uma brilhante vitória por 4 a 1 em visita ao Catar e, graças ao saldo de gols, tomou do Irã a primeira posição do Grupo A.

A Austrália, por sua vez, largou com um decepcionante 0 a 0 em Omã, enquanto Líbano e Uzbequistão continuam em busca da primeira vitória após empate em 1 a 1 em Beirute. A seguir, o FIFA.com resume o melhor da rodada asiática na corrida para o Brasil 2014.

O grande jogo
Catar 1 x 4 Coreia do Sul

Gols: Yusef Ahmed (22/1ºT) para o Catar; Lee Keun-Ho (26/1ºT, 35/2ºT), Kwak Tae-Hwi (10/2ºT) e Kim Shin-Wook (19/2ºT) para a Coreia do Sul
A Coreia do Sul foi uma visitante indigesta para o Catar, que começou o jogo na frente, mas acabou sofrendo uma goleada de 4 a 1. Após um início morno, a partida ganhou em emoção na metade do primeiro tempo, quando Yusef Ahmed abriu o placar para os donos da casa em bela jogada individual. O atacante do Al Sadd arrancou pela ponta esquerda, deixou o zagueiro Kwak Tae-Hwi para trás e mandou para as redes. A vantagem e a festa da torcida, porém, duraram pouco. Quatro minutos depois, Kim Bo-Kyung alçou a bola na área e Lee Keun-Ho cabeceou para empatar.

Os sul-coreanos aumentaram o ritmo no segundo tempo e, logo aos dez minutos, viraram o jogo em cobrança de escanteio desviada por Kwak Tae-Hwi de cabeça. No restante da partida, os visitantes ampliaram ainda mais o domínio das ações, fazendo 3 a 1 com Kim Shin-Wook antes de Keun-Ho fechar a bela vitória, anotando o seu segundo em mais uma cabeçada.

A surpresa
Japão 6 x 0 Jordânia

Ryoichi Maeda (19/1ºT), Keisuke Honda (21/1ºT, 30/1ºT, 8/2ºT de pênalti), Shinji Kagawa (35/1ºT) e Yuzo Kurihara (44/2ºT)
Os 60 mil torcedores que lotaram o Estádio Saitama de Tóquio foram premiados com uma partida espetacular e uma atuação de gala do Japão contra a Jordânia. No último encontro das duas seleções, na Copa Asiática de Seleções 2011, o conjunto nipônico do técnico Alberto Zaccheroni havia evitado a derrota graças a um gol de Maya Yoshida nos acréscimos do segundo tempo. Passados 16 meses, os anfitriões, com a mesma escalação do duelo anterior, exibiram um futebol completamente diferente e aplicaram a maior goleada da rodada, disparando na liderança do Grupo B com seis pontos.

O herói do Japão foi mais uma vez Keisuke Honda, que participou de quatro gols da vitória. Depois de cruzar a bola para Ryoichi Maeda marcar de cabeça aos 19 minutos do primeiro tempo, o meia do CSKA ampliou aos 21, recebendo lançamento de Yasuhito Endo pelo meio. Com apenas meia hora de jogo, o jordaniano Abdallah Deeb recebeu o cartão vermelho, e Honda aproveitou para marcar 3 a 0 na pequena área. Cinco minutos depois, Shinji Kagawa anotou outro, praticamente assegurando a vitória ainda na primeira etapa. A vantagem de quatro gols, no entanto, serviu apenas para abrir ainda mais o apetite dos donos da casa. Já no início do segundo tempo, o quinto gol saiu na cobrança de pênalti de Honda, que nunca havia marcado três vezes em uma única partida pela seleção. E ainda houve tempo para Yuzo Kurihara fechar a goleada com uma cabeçada certeira.

E o que mais?

No seu primeiro jogo à frente do Uzbequistão, o técnico Mirdjalal Kasimov teve de se contentar com um empate em 1 a 1 diante do Líbano em Beirute. Os visitantes saíram na frente logo aos 12 minutos, com Jasur Hasanov mandando para o gol após falha defensiva de Ali Al Saadi.

Seleção Libanesa

Para se redimir com a torcida, Saadi cobrou falta magistral 22 minutos depois, garantindo ao menos um empate para os libaneses.
 

A Austrália, que não havia disputado a primeira rodada, fez estreia apagada em Omã. Os socceroos de Holger Osieck acusaram visivelmente o calor sufocante de Mascate e não criaram nenhuma oportunidade clara de gol em todo o primeiro tempo, apesar de um amplo domínio da posse de bola. Na outra extremidade do campo, a seleção de Paul Le Guen levava perigo nos contra-ataques e quase abriu o placar no início do segundo tempo, quando Amad Al Hosni obrigou Mark Schwarzer a fazer brilhante defesa. Com o empate, os australianos estão cinco pontos atrás do líder Japão, adversário que recebem em casa na próxima terça-feira em busca de recuperação.

O craque
Shinji Kagawa (Japão)


Em atuação brilhante contra a Jordânia, o mais novo reforço do Manchester United marcou o quarto gol japonês em belo chute de fora da área e ainda sofreu o pênalti que Honda converteu para ampliar a goleada.

O número
3 — Após os jogos desta sexta-feira, apenas Austrália, Omã e Irã permanecem invictos dentro de casa.

O que eles disseram

“Pedi aos meus jogadores que caprichassem mais nas finalizações contra a Jordânia, e eles se saíram muito bem. Foi bom a seleção ter marcado seis gols. Isso mostra que estamos determinados a conquistar uma das duas vagas do grupo para a Copa do Mundo.” Alberto Zaccheroni, técnico do Japão

Resultados da segunda rodada da fase final das eliminatórias asiáticas:*

Sexta-feira, 8 de junho

Grupo A: Catar 1 x 4 Coreia do Sul, Líbano 1 x 1 Uzbequistão
Grupo B: Japão 6 x 0 Jordânia, Omã 0 x 0 Austrália

* Irã e Iraque não atuaram na rodada

Fonte: FIFA.com

Antonio Bento
Analista de Redes de Computadores , Pos-Graduado em Segurança de Redes de Computadores , Pos-Graduado Tecnologias Para Aplicações Web. Trabalha deste 2008 com Aplicações web em desenvolvimentos nas linguagem (php, Python, Ruby Rais) Conhecimento Avançando em banco sql Nosql.
http://stice.info

Deixe uma resposta