Faltam 574 dias para a Copa: Brasil e Colômbia empatam no Jogo 1.000

Brasil e Colômbia fizeram um grande jogo no Estádio MetLife, em Nova Jérsei, à altura da marca histórica deste que foi o milésimo da Seleção Brasileira. As duas seleções exibiram um futebol de boa técnica, jogando o tempo todo ofensivamente, em busca da vitória que premiaria o espetáculo de qualidade que agradou o público presente.
Cuadrado e Neymar marcaram os gols do empate em 1 a 1. Neymar ainda perdeu o pênalti que daria a merecida vitória ao Brasil. A Seleção Brasileira enfrenta a Argentina na quarta-feira, em Buenos Aires, na decisão do Superclássico das Américas, formada por jogadores que atuam no Brasil.  
A Colômbia mostrou de início que seria mesmo um adversário difícil, como previu Mano Menezes antes do jogo. Tomou a inciativa das ações, não adotou uma postura defensiva como costumeiramente fazem os adversários do Brasil, e por isso teve mais a posse de bola, sem conseguir, no entanto, levar perigo para Diego Alves. Nas poucas vezes que tentou, em lances de área, a dupla Thiago Silva e David Luiz mostrou segurança e firmeza.
A Seleção Brasileira, errando alguns passes, tinha certa dificuldade de encaixar as jogadas ofensivas, bem neutralizadas também pelos jogadores colombianos. Mas bastou uma combinação com troca de passes precisa para ser criada a primeira chance clara de gol. Neymar recuou, Oscar entrou no seu espaço e serviu Kaká, que chutou para fora, rente à trave.
A Colômbia tentava atacar, mas quem levava perigo real era a Seleção Brasileia. Graças à melhor qualidade técnica de seus jogadores. Aos 23 minutos, foi a vez de Daniel Alves encontrar Neymar livre, na pequena área: o camisa 11 cabeceou à queima-roupa, mas o goleiro Ospina salvou.
Aos 30 minutos, outra oportunidade, dessa vez em um lance muito bonito. Depois de troca de passes, Kaká observou o goleiro adiantado e tocou com categoria: a bola, caprichosamente, parou no travessão e o que seria um golaço não saiu.
O Brasil foi assim se impondo em campo e, quando parecia ter tomado conta das ações, sofreu o gol. Aos 43 minutos, na primeira chance de verdade que teve, a Colômbia fez 1 a 0. O lateral-direito Cuadrado, que já se mostrara uma boa opção ofensiva, recebeu na área e chutou cruzado para abrir o placar.  



Segundo tempo
O Brasil voltou com tudo, disposto logo a empatar. Com um minuto, Kaká fez boa jogada e deu na medida para Neymar, que chutou bem, de primeira, mas Ospina evitou o gol com excelente defesa. A Colômbia respondeu com o bom lateral Cuadrado e levou igualmente perigo.
O jogo, que já era bom, ficou mais movimentado ainda, com os dois times jogando um bonito futebol e priorizando o ataque. Bola lá e cá – Neymar já tinha tentado um chute, que o goleiro defendeu – até que ela foi parar novamente com o camisa 11 do Brasil. Aberto pela esquerda, driblou o zagueiro para o meio, e quando parecia que ia driblar outro, chutou no  contrapé de Ospina, cruzado, certeiro e colocado: 1 a 1.
As duas seleções não paravam. Nada de defender resultado, ao contrário, uma busca incessante pelo ataque. O segundo gol era dessa forma uma questão de tempo e poderia sair para qualquer lado.Deveria ter saído para o Brasil. Jogada com toque de bola de primerria, do lado direito, e o passe bontio de Paulinho para Daniel Alves, dentro da área, para o chute final. Derrubado Daniel, pênalti marcado, e Neymar na cobrança – mas o chute sariu errado, muito alto, por cima.
O gol perdido não desanimou o time brasileiro. Continuou buscando com mais intensidade ainda o segundo gol, cercando a área adversária, o que conseguia sempre que tocava a bola de primeira. Mas o tempo era escasso, e a vitória não veio, o que não diminuiu em nada a boa atuação da Seleção Brasileira. 
FICHA TÈCNICA:
BRASIL 1 x 1 COLÔMBIA
Amistoso Internacional (Jogo nº 1.000 da Seleção Brasileira)
Local: Estádio MetLife . New Jersey(EUA) – 14/11/2012
BRASIl – Diego Alves, Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz e Leandro Castán (Fábio Santos); Paulinho, Ramires, Oscar (Giuliano) e Kaká; Thiago Neves (Lucas) e Neymar.
Técnico: Mano Menezes.
COLÔMBIA – Ospina, Cuadrado, Mosquera, Yepes e Armero; Carlos Sãnchez, Valencia, Torres (Ramires) e James Rodriguez; Falcao García e Martinez (Gutierrez). 
Trio de arbitragem composto por norte- americanos 
 19h30 (22h30 de Brasília), 
Mark Geiger – árbitro
C.J. Morgante – assistente 1
Pete Manikowski – assistente 2

Fonte: CBF – Fotos: Assessoria CBF
Edição: Ramon Paixão – editor chefe do Jornal Escanteio
Antonio Bento
Analista de Redes de Computadores , Pos-Graduado em Segurança de Redes de Computadores , Pos-Graduado Tecnologias Para Aplicações Web. Trabalha deste 2008 com Aplicações web em desenvolvimentos nas linguagem (php, Python, Ruby Rais) Conhecimento Avançando em banco sql Nosql.
http://stice.info

Deixe uma resposta