Flamengo eliminado da Libertadores pelo Léon-Méx

Maracanã lotado, torcida inflamada e esperança de uma noite feliz.

Mais de 50 mil torcedores saíram frustrados com a atuação irregular da equipe carioca, que nunca conseguiu se impor diante do adversário.

 O cenário era favorável antes de a bola rolar, mas o Flamengo não correspondeu nesta quarta-feira e perdeu para o León-MEX por 3 a 2.

 Arizala, Boselli e Peña marcaram para os visitantes, enquanto André Santos e Alecsandro fizeram para os donos da casa.

gol do Arizala

Enquanto o León mostrava muita personalidade, o Flamengo errava demais, falhando nos momentos decisivos. No final, o time saiu vaiado pela grande torcida.

Mauro Boselli comemora o 2º gol

Agora, o único objetivo imediato passa a ser a disputa da decisão carioca.

 O resultado eliminou o Rubro-negro da Copa Libertadores e fez os torcedores relembrarem vexames recentes na competição, como as quedas na primeira fase em 2002 e 2012, além da derrota marcante para o América-MEX no ano de 2008.

Seis anos depois de ter sido eliminado pelo América, do México, com um show de Cabañas, o Flamengo voltou a sofrer diante de um time mexicano.

Agora, o Flamengo tenta recuperar as forças após o baque e concentra-se novamente no Campeonato Carioca.

No próximo domingo, o clube da Gávea decide o torneio contra o rival Vasco, às 16h, no Maracanã, e tem a vantagem do empate na tentativa de conquistar o seu 33º título estadual e dar um “prêmio de consolação” aos torcedores.
Veja os gols:

FLAMENGO 2 X 3 LEÓN-MEX

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Diego Abal (ARG)
Auxiliares: Gustavo Rossi (ARG) e Ivan Núñez (ARG)
Renda: R$ 3.081.047,50
Público: 53.230 pagantes; 60.451 presentes
Cartões amarelos: André Santos, Amaral e Negueba (Flamengo), Rafael Marquez, Gonzãlez, Montes e Boselli (León-MEX)
Gols: Arizala, aos 21min do primeiro tempo, André Santos, aos 29min do primeiro tempo, Boselli, aos 30min do primeiro tempo, Alecsandro, aos 34min do primeiro tempo, Peña, aos 38min do segundo tempo

FLAMENGO
Felipe; Leo Moura, Wallace, Samir e André Santos (Negueba); Amaral, Muralha, Elano (Gabriel) e Everton; Paulinho (Nixon) e Alecsandro
Técnico: Jayme de Almeida

LEÓN-MEX
Yarbrough; Magallón, Rafael Márquez, González e Hernández (Pineda); Vázquez, Penã (Rocha), Elías Hernández e Montes; Arizala (Delgado) e Boselli
Técnico: Gustavo Matosas
fonte:UolYoutube

Deixe uma resposta