“Nos últimos 7 anos, houve supressão de um ano inteiro do calendário escolar”, afirma Evaldo Lima

Vereador Evaldo Lima quer aumentar os investimentos na educação municipal para garantir a melhoria qualitativa do ensino público

Em discurso da sessão ordinária desta terça-feira (26), o vereador Evaldo Lima ressaltou a gravidade da crise vivida pela educação em Fortaleza e que tal situação requer as medidas que já estão sendo tomadas pela Secretaria Municipal de Educação. “Há uma crise financeira, uma crise de gestão e uma crise de aprendizagem. Aproximadamente 50% dos estudantes da rede municipal até o quinto ano não sabem ler ou escrever”, diz Evaldo. Segundo o vereador, “esses problemas já foram identificados. Agora, a gestão está avançando de forma segura em relação a alavancar esses níveis de aprendizagem”, conclui.

Para o líder do Prefeito na Câmara, alguns motivos caracterizam esta crise. “Mais da metade dos alunos do 5ª ano das escolas municipais não sabem ler ou escrever. Entre janeiro e dezembro de 2012, 9 mil alunos abandonaram as escolas. Pela primeira vez na história da de educação em Fortaleza, o número alunos matriculados na rede privada superou o número de alunos na rede municipal de ensino”, diz o vereador.

A solução viria com o investimento em educação, como já propôs Evaldo no Projeto de Indicação Nº22, e com o cumprimento do Pacto de Responsabilidade Social e Pedagógica pelos Estudantes da Rede Municipal. “Qual é a função do Ministério Público Estadual (MPE) senão a defesa dos interesses coletivos e difusos? O pacto foi assinado com a anuência do MPE e do núcleo de defesa da educação do MPE. Tivemos anuência da OAB-CE, do Conselho Municipal de Educação, dos sindicatos de professores e conselheiros tutelares. Foi um pacto construído a muitas mãos”, diz.

Antes de ver a educação como problema, Evaldo propõe um novo pensamento sobre a área. “Não podemos pensar a educação como problema, mas como solução. Cada recurso aplicado na educação não é despesa, é investimento com retorno significativo em políticas de segurança pública, nas políticas culturais, na ciência e na tecnologia. Vamos pautar de forma qualificada a educação nesta casa”, afirma.

Fonte: Blog do Prof. Evaldo e Amigos – “Nos últimos 7 anos, houve supressão de um ano inteiro do calendário escolar”, afirma Evaldo Lima

Antonio Bento
Analista de Redes de Computadores , Pos-Graduado em Segurança de Redes de Computadores , Pos-Graduado Tecnologias Para Aplicações Web. Trabalha deste 2008 com Aplicações web em desenvolvimentos nas linguagem (php, Python, Ruby Rais) Conhecimento Avançando em banco sql Nosql.
http://stice.info

Deixe uma resposta