O racismo terá cuidado especial na Copa do Mundo de 2014.

 Um dos atos mais tristes da sociedade, o racismo terá cuidado especial na Copa do Mundo de 2014.

Recentemente, diversos casos discriminatórios chamaram atenção no mundo futebolístico, aumentando o alerta em relação ao problema.

 Com o torneio à vista, movimentos contra o preconceito estão sendo planejados para o período dos jogos que englobam 32 países.

Não é preciso ir longe para encontrar episódios infelizes do gênero.

 Aqui pelo Brasil, alguns casos se destacaram ainda neste ano de 2014, como o do árbitro Márcio Chagas da Silva, que sofreu preconceito racial em uma partida pelo campeonato gaúcho; ou o do jogador Arouca, do Santos, discriminado em jogo pelo campeonato paulista.

Arouca

 Fora do país, outro episódio recente também vale ser evidenciado: o preconceito de torcedores adversários contra o jogador Tinga, do Cruzeiro, em um jogo no Peru pela Copa Libertadores da América.

Estas são apenas algumas das situações relacionadas a atos discriminatórios e infelizmente ainda tão corriqueiros ao futebol e à sociedade de modo geral.

 Os exemplos atuais chegaram a render uma reunião entre a presidente Dilma Rousseff e algumas das vítimas para discussão dos casos.

                        árbitro Márcio Chagas da Silva,jogador Tinga,  presidente Dilma Rousseff

 A chefe de Estado, que também se manifestou contra os atos preconceituosos em sua conta oficial no Twitter, ressaltou, em março, uma busca por ações contra o racismo junto a líderes religiosos, à Organização das Nações Unidas e à FIFA durante o torneio mundial.

 O Ministro do Esporte, Aldo Rebelo, também se manifestou sobre os casos, pedindo punições exemplares por parte da Justiça para o “comportamento inaceitável”, conforme relata o Governo Brasileiro.
FIFA, ONU, Copa do Mundo e o combate ao preconceito

Alfo Rabelo

A FIFA, entidade que estrutura a Copa, encara a amplitude do torneio como oportunidade forte para reforçar o combate contra a discriminação racial.

 Recentemente, em seu portal oficial, a Federação Internacional de Futebol se pronunciou a respeito do assunto por meio de mensagem de Jeffrey Webb, Diretor da “Força-Tarefa da FIFA Contra o Racismo e a Discriminação”.

 “A Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014 será a ocasião perfeita para enviar uma mensagem ao mundo: O Futebol é para todos”, proferiu o diretor.

Refletindo o último Dia Internacional Contra a Discriminação Racial, 21 de março, o texto enfatizou a importância de erradicar o racismo e atos discriminatórios do futebol e da sociedade.

 No ano passado, a FIFA recebeu convite da Organização das Nações Unidas para integrar uma discussão relacionada ao racismo no ambiente esportivo.

Fruto deste contexto, força-tarefa foi desenvolvida para criar uma estratégia contra os atos preconceituosos. Em maio de 2013, o órgão esportivo aprovou um novo conjunto de punições em casos de racismo no futebol – retirada de pontos, expulsão de uma competição ou mesmo o rebaixamento de times.

O esporte contra a discriminação

O Escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos tem com tema recente o papel do esporte como combatente a atos discriminatórios. A FIFA, que corrobora com a situação, relata tomar uma posição firme contra o problema por meio da educação, da prevenção e de punições.

Entendendo ter uma “responsabilidade especial” sobre o assunto, o órgão intenciona promover, por meio do futebol, a diversidade e a universalidade pelo mundo.

“Estou convencido de que o Brasil, com sua sociedade diversificada, será o anfitrião perfeito”, ressalta Webb na mensagem, simpatizando também com as palavras da presidente brasileira para uma “Copa do Mundo contra o racismo e todas as formas de discriminação”.

 O texto ainda reflete sobre o poder de integração do futebol, sua promoção e a possibilidade do esporte endossar modelos positivos na sociedade.

A Copa do Mundo acontecerá em 12 cidades-sede pelo Brasil, entre os dias 12 de junho e 13 de julho. Segundo a entidade futebolística, ações contra a discriminação devem acontecer nas quartas de final do torneio.
fonte:Yahoo!

Deixe uma resposta