Papa vem usando marca-passo e última audiência acontecerá dia 27

O papa Bento 16 usa um marca-passo “já há algum tempo” –sem especificar, exatamente, desde quando–, informou nesta terça (12) o porta-voz do Vaticano, padre Federico Lombardi. Segundo ele, porém, o pontífice não sofre de graves problemas de saúde e se encontrava lúcido e sereno ao anunciar sua decisão de renunciar ao posto.
O anúncio, feito em latim na segunda-feira, não era esperado por muitos membros do alto escalão da Igreja Católica e surpreendeu o mundo.
Não era de conhecimento público que o papa, 85, fazia uso do aparelho, que regular o batimento cardíaco. Lombardi afirmou também que, há três meses, Bento 16 passou por um pequeno procedimento cirúrgico, de rotina, para trocar as baterias do dispositivo. A operação, porém, não teria tido qualquer influência na decisão.
“As razões estavam em sua percepção de que suas forças estavam diminuindo com o passar da idade”, afirmou à imprensa Lombardi

Lombardi também afirmou que o papa se despedirá dos fiéis em 27 de fevereiro na praça de São Pedro.”A última audiência-geral acontecerá em 27 de fevereiro na praça de São Pedro, porque seguramente comparecerão muitos fiéis para se despedir do Papa”, explicou o porta-voz.
Lombardi confirmou que Bento 16 respeitará todos os compromissos fixados até 28 de fevereiro, data que determinou como fim de seu pontificado.
O Vaticano confirmou também que o pontífice receberá no sábado o presidente da Guatemala, Otto Pérez, a menos de duas semanas de deixar a função.
A missa de quarta-feira de cinzas será celebrada em São Pedro, e não na tradicional basílica no bairro Aventino.”Será a última grande celebração que o papa oficiará com um amplo número de cardeais”, disse.

Bandeira do Vaticano

Há 600 anos, o papa Gregório XII renunciou
 para terminar com a Cisma do Ocidente
A renúncia papal não é algo muito comum, mas já aconteceu.Entre os 265 papas que já existiram, apenas nove renunciaram. Com o anúncio desta segunda-feira (11/02) de que pretende renunciar no dia 28 de fevereiro, Bento XVI vai se tornar o 10º a deixar o pontificado antes de morrer.O último papa a renunciar ao cargo foi Gregório 12, em 1415, para tentar por fim à Grande Cisma do Ocidente.

O conflito dividiu a igreja Católica durante quatro décadas –de 1378 a 1417.

Além de Gregório XII, que ficava baseado em Roma, na Itália, o período contou com dois antipapas: Bento 13, que ficava em Avignon na França e João 23, que ficava em Pisa, também na Itália.
A igreja não considera os antipapas como papas. Por isso, no século 20, o papa que precedeu o João Paulo 2º pode usar o mesmo nome de João 23.
Com a renúncia e morte de Gregório 12 no Conselho de Constança e deposição dos outros papas, o concílio elegeu o Papa Martinho V e acabou com a divisão.
*
Outros papas que não terminaram o pontificado
Clemente 1º (92 – 101) Epifânio diz que Clemente entregou o pontificado ao Lino pela paz, e se tornou papa novamente após a morte de Cleto.
Marcelino (296-304) Abdicou ou foi deposto após receber acusações de que teria feito oferendas a deuses pagãos para fugir da perseguição de Diocleciano.
Martinho 1º (649-655) Exilado pelo imperador bizantino Constante II
Bento 5º (964) Aceitou a deposição pelo Imperador Oto I depois de um mês no cargo
Gregório 6º (1045-1046) Deposto po simonia –por ter comprado o papado– pelo Imperador Romano Henrique III
Bento 16 (2005 – 2013) O primeiro papa a renunciar em 600 anos.

Reprodução

Papa Ponciano

Papa Ponciano – Em 235, o papa Ponciano foi preso e exilado em minas de sal e para tornar possível a eleição de um novo líder católico, renunciou ao cargo. Foi sucedido por Antero.



Reprodução

Papa Bento 9º

Papa Bento 9º – Ocupou o cargo mais alto da Igreja Católica por três períodos distintos. Eleito em 1032, foi deposto em 1044. Recuperou o cargo em 1045, ano em que renunciou. Arrependido, voltou em 1047, para ser deposto definitivamente um ano depois. Conhecido por ter uma vida escandalosa e por ter sido um dos papas mais controversos da história, Bento 9 renunciou em 1045 e vendeu seu posto para o padrinho, Gregório VI

Reprodução

Papa Celestino 5º

Celestino 5º – Em 1294, apenas cinco meses depois de empossado, renunciou ao pontificado em favor de Bonifácio 8º. Era conhecido por ter um perfil mais fraco e submisso e se dizia sobrecarregado com as demandas do cargo. O papa Bento 16 visitou sua tumba quando esteve na cidade italiana de L’Áquila em 2009

Reprodução

Papa Gregório 12





Gregório 12 – Em 1415, abdicou do cargo, depois de cinco anos no poder, durante o Cisma do Ocidente, conflitos entre Roma e Pisa, na Itália, e Avignon, na França, sobre a sucessão e o local de residência dos papas – solucionado depois da renúncia, em 1418, com o Concílio de Constança. À época, havia uma disputa entre três autoridades da Igreja que se auto-intitulavam papas. Gregório 12 foi um dos papas eleitos em idade mais avançada, com 90 anos






AGENDA DO PAPA

13 Quarta-feira de Cinzas 
Sala Paulo VI, 10h30
Audiência Geral
Basílica Vaticana, 17h00
Procissão penitencial, Santa Missa, Bênção e Imposição das Cinzas
17 I Domingo de Quaresma
Praça de São Pedro, 12h
Angelus
Palácio Apostólico
Capela Redemptoris Mater, 18h
Início dos exercícios espirituais para a Cúria Romana
23 SábadoCapela Redemptoris Mater, 9h
Conclusão dos exercícios espirituais
para a Cúria Romana
24 II Domingo de Quaresma
Praça de São Pedro, 12h
Angelus
27 Quarta-feira
Sala Paulo VI, 10h30
Audiência Geral
























































Fontes: Vaticano, Folha UOL e Último Minuto
Edição:  Ramon Paixão – editor chefe do Jornal Escanteio

Antonio Bento
Analista de Redes de Computadores , Pos-Graduado em Segurança de Redes de Computadores , Pos-Graduado Tecnologias Para Aplicações Web. Trabalha deste 2008 com Aplicações web em desenvolvimentos nas linguagem (php, Python, Ruby Rais) Conhecimento Avançando em banco sql Nosql.
http://stice.info

Deixe uma resposta