CBF pode extinguir Série D até 2014 e ampliar C

O presidente da Federação Cearense de Futebol(FCF) Mauro Carmélio(à dir.) foi recepcionado pelo presidente da CBF José Maria Marin durante o jantar oferecido aos dirigentes na véspera da Assembléia

Os presidentes de federações, reunidos em assembleia na sede CBF nesta segunda-feira, no Rio de Janeiro, pediram o fim da Série D do Campeonato Brasileiro. As entidades defendem que a fórmula antiga de disputa da Série C, abrangendo 64 clubes, era mais interessante e rentável. Presidente da CBF, José Maria Marín pediu um prazo de 30 dias para analisar o pedido das federações. Se a solicitação for aprovada pela dirigente, a Série D deverá ser extinta até 2014. A edição de 2012 está confirmada, com a CBF inclusive tendo divulgado a tabela. Para Francisco Noveletto, presidente da Federação Gaúcha de Futebol, os times não possuem condições financeiras de jogar a quarta divisão brasileira. “Todas as 27 federações querem. Na assembleia, o Norte e o Nordeste se manifestaram. Eu falei pelas outras regiões. Os clubes não têm orçamento para disputar a Série D e o campeonato estadual. Nos últimos anos, o Brasil de Pelotas, o Inter de Santa Maria e o Esportivo de Bento Gonçalves conseguiram classificação para a Série D e no ano seguinte caíram para a segunda divisão do estadual. Isso é corrente no Brasil todo”, disse Noveletto.

Na assembleia desta segunda, a presidência da CBF recebeu a sugestão de passar a remunerar seus vices. A ideia é de Francisco Novelletto, presidente da Federação Gaúcha, um dos membros da oposição na confederação.O pedido será analisado por uma comissão a ser criada. O gaúcho justificou a proposta afirmando ser injusto os vices nada receberem, enquanto outros membros da diretoria são pagos. Eles ganham entre cerca de R$ 70 mil e R$ 90 mil, salário aproximado do presidente José Maria Marin, segundo cartolas da entidade.
Novelletto pediu ao menos uma ajuda de custo para cada vice-presidente, cargo para o qual o ex-técnico Zagallo foi indicado pela Federação do Rio. Ele deverá disputar a vaga da região Sudeste com um nome sugerido pela FPF e que não foi divulgado nem para os participantes da assembleia.
O mistério rendeu mais polêmica na entidade. A oposição reclama que, de novo, o presidente da confederação fica de segredinhos com a federação paulista. José Maria Marin divulgou só na coletiva que Zagallo terá concorrência, sem revelar o nome do representante de São Paulo. Baianos, mineiros, cariocas e paranaenses completam a oposição

Presidente da CBF recebe presidentes de Federações

 José Maria Marin, acompanhado dos vice-presidentes e diretores da CBF, recebeu os presidentes de federações em jantar de confraternização em um restaurante da Barra Tijuca, no Rio de Janeiro.Estiveram presentes no encontro deste domingo (15/04) os presidentes e representantes das 27 federações de futebol do País. Nesta segunda-feira, todos se reúnem na sede da CBF para a Assembleia da entidade. Dentro os principais assuntos estão na pauta, as homenagens a Ricardo Teixeira e João Havelange, que devem receber os títulos de patrono da CBF, e a escolha do novo vice-presidente da entidade pela Região Sudeste. Zagallo é o nome indicado da Federação Carioca.

Fonte: CBF
Fotos: Rafael Ribeiro//CBF
Edição: Ramon Paixão

Antonio Bento
Analista de Redes de Computadores , Pos-Graduado em Segurança de Redes de Computadores , Pos-Graduado Tecnologias Para Aplicações Web. Trabalha deste 2008 com Aplicações web em desenvolvimentos nas linguagem (php, Python, Ruby Rais) Conhecimento Avançando em banco sql Nosql.
http://stice.info

Deixe uma resposta