SUB-20: Nova Zelândia empata com Uruguai

Os vice-campeões sul-americanos estão em situação mais difícil no Grupo B da Copa do Mundo Sub-20 da FIFA. Depois do empate na estreia com fraca atuação, o Uruguai voltou a tropeçar, desta vez diante da valente Nova Zelândia, em 1 a 1, em Cali. Os neozalendeses saíram na frente com Bevin, mas Luna deixou tudo igual. Agora, a equipe de Juan Verzeri vai precisar ir com tudo para o duelo contra Camarões, enquanto a Nova Zelândia, que conquistou seu segundo ponto na história dos Mundiais Sub-20, buscará a vaga contra Portugal.

Primeiro tempo
Com Adrian Luna de volta de suspensão, o Uruguai ganhou mais força ofensiva. E foi logo o baixinho camisa 7 que comandou o ataque após o apito inicial, tocando para Vecino, que chutou com perigo. No entanto, depois de uam série de escanteios pela esquerda, com Diego Polenta sempre bem avançado, o Uruguai não mais assustou. Mesmo precisando da vitória, o time passou os 25 minutos seguintes sem criar chances reais. O jogo só foi ganhar em emoção no final da primeira etapa. Do lado neozelandês, apenas uma cobrança de falta de Rojas causou perigo. Veio, então, a pressão sul-americana, com a melhor oportunidade chegando aos 38. No cruzamento de Vecino da direita, a bola bateu na trave. Na sobra, Cepellini tocou para Teixeira, que, sozinho na pequena, chutou para grande defesa de Marinovic. Antes do apito final, o capitão Polenta ainda marcaria um bonito gol em chute de longa distância, mas o juiz já havia apitado falta no lance anterior.
Segundo tempo
Se faltou emoção no primeiro tempo, no segundo ela veio em dobro. E quem pensava que a Nova Zelândia estava morta se enganou. Nos primeiros minutos, foram três chegadas com perigo, com Bevin e Lucas. Na terceira, saiu o gol. Depois de bela triangulação pela direita, Rojas cruzou na medida para Bevin marcar em bonito peixinho.O jogo esquentou em seguida, com o Uruguai indo para o ataque e pressionando em dois cruzamentos. O paredão Marinovic começava a aparecer e, sobretudo, a irritar os sul-americanos. No contra-ataque, Rojas mostrou novamente seu talento ao driblar um zagueiro e passar para Lucas. O atacante chutou com grande perigo para Ichazo.O avanço uruguaio era visível. Em mais dois lances seguidos, de Mayada e Teixeira dentro da área, Marinovic cresceu. No terceiro, porém, não deu mais. Em linda triangulação, Teixeira lançou Luna na área, e o camisa 7 tocou com categoria no cantinho para empatar. A pressão seguiu, mas sem grande organização. No final, uma última cobrança de falta de Luna e outra defesa segura de camisa 1 Marinovic. Segundo ponto para a Nova Zelândia na história dos Mundiais e festa em seguida no campo, com volta olímpica e aplausos da torcida.
Fonte: FIFA.com

Antonio Bento
Analista de Redes de Computadores , Pos-Graduado em Segurança de Redes de Computadores , Pos-Graduado Tecnologias Para Aplicações Web. Trabalha deste 2008 com Aplicações web em desenvolvimentos nas linguagem (php, Python, Ruby Rais) Conhecimento Avançando em banco sql Nosql.
http://stice.info

Deixe uma resposta