Tatu-bola é favorito para mascote da Copa-2014

Espécie 100% nacional e ameaçada de extinção, o tatu-bola é o animal favorito da maior parte do comitê organizador da Copa de 2014 para o posto de mascote do Mundial no Brasil. Os concorrentes são o jacaré e um felino, provavelmente a onça. O charme do tatu seria poder se transformar em uma bola de futebol.
A informação está na coluna de Mônica Bergamo, publicada na edição desta sexta-feira da Folha. de S. Paulo.Ainda de acordo com o texto, após ser apresentado ao bichinho, o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, fez ressalvas. Sua assessoria, no entanto, diz que ele não manifestou preferência por nenhuma das três mascotes da disputa.

 No último dia 2, a Folha publicou que uma ONG dedicada à preservação ambiental, a Associação Caatinga, apoiada por cientistas, faz lobby pelo tatu-bola (Tolypeutes tricinctus), que consegue se dobrar sobre o próprio corpo, para despistar os predadores. Em 2008, ainda no início dos preparativos do país para a Copa, surgiram dois candidato
 A ONG Sosaci (Sociedade dos Observadores do Saci) chegou a liderar um movimento na internet para a mascote ser o saci –inclusive seria a opção do ministro Rebelo. No site da entidade, havia links para os internautas mandarem suas mensagens à CBF
“Ele tem tudo pra ser um bom representante. É um símbolo nacional, pois tem origem indígena, influência do negro e um pouco do europeu, representando a formação do brasileiro. É esperto, brincalhão e alegre –o típico brasileiro”, defendia o economista e “saciólogo” Mário Cândido da Silva Filho, da Sosaci.
Sobre o fato de o personagem ter apenas uma perna, respondia: “Tivemos grandes ídolos do futebol [com problemas nas pernas] como o Garrincha. Talvez com uma perna só o Saci consiga fazer muitas coisas que outros não conseguem com duas.

Também em 2008, Pelé e o desenhista Mauricio de Sousa, da “Turma da Mônica”, lançaram como pretendente o “Pelezinho”, personagem criado pelo cartunista em 1976.
Segundo o desenhista, a mascote representaria “tudo do mundo do futebol, incluindo nosso maior atleta e a lembrança que os estrangeiros têm do Brasil”.Na oportunidade, Pelé autorizou ainda Mauricio a reeditar o gibi do Pelézinho, com histórias dos anos 70 e 80.

Fonte: Folha de S. Paulo

Antonio Bento
Analista de Redes de Computadores , Pos-Graduado em Segurança de Redes de Computadores , Pos-Graduado Tecnologias Para Aplicações Web. Trabalha deste 2008 com Aplicações web em desenvolvimentos nas linguagem (php, Python, Ruby Rais) Conhecimento Avançando em banco sql Nosql.
http://stice.info

Deixe uma resposta